Sobre Maio

Sobre a ilha do Maio

500px-Cape_Verde_in_its_regionO Maio é uma das dez ilhas da República de Cabo Verde, país situado no Oceano Atlântico, a oeste do Senegal. A ilha é de facto a mais antiga do arquipélago e é composta por uma mistura de rochas calcárias e vulcânicas. Mesmo sendo a ilha mais próxima da ilha de Santiago e da capital Praia, é a menos desenvolvida e menos frequentada pelos turistas. O censo de 2010 mostrou que possui apenas 6952 habitantes, cujos recursos principais provêm da pesca, agricultura e remessas enviadas por familiares emigrantes.


Bela-vista-net-Maio-map
O Maio foi inicialmente povoado em 1490, 30 anos depois da sua descoberta pelos portugueses. A economia da ilha estagnou até finais do século XVI, altura em que os ingleses iniciaram a produção do sal na Salina, exportando-o para a América do Norte. A produção decaiu progressivamente devido à competição de outras partes do mundo e, actualmente apenas uma pequena quantidade de sal é produzida pela comunidade local. A Salina do Porto Inglês e as subsidiárias dunas de areia e áreas semidesérticas são importantes habitats para muitas aves incluindo as aves migratórias marinhas e limícolas. Com as suas condições propícias para a instalação dos ninhos, a ilha acolhe a tartaruga marinha cabeçuda (Caretta caretta), ósgas e lagartos (Tarentola rudis, Mabuya spinalis), a subespécie endémica de Corredeira (Cursorius curser exsul), a subespécie endémica de Cotovia (Alaemon alaudipes boavistae) e a maior população reprodutiva de Borrelho-de-coleira-interrompida (Charadrius alexandrinus) em todo o Atlântico. Em 2003, o governo Cabo-verdiano designou oitos áreas naturais importantes em toda a ilha, sem que contudo estas áreas se encontrem ainda legalmente protegidas. Para o poder realizar de modo efectivo são necessárias mais investigações científicas e estudos de monitorização da biodiversidade.